User Profile

AliceLacerda Marques

Bio Statement Impotência Sexual Em Jovens

Impotência ou disfunção erétil é a incapacidade de obter ou manter a ereção necessária para relação sexual. Para que corpo cavernoso encha-se de sangue é preciso um sinal do sistema nervoso central, liberando uma substância chamada óxido nítrico. Este neurotransmissor é quem relaxa os vasos sanguíneos do corpo cavernoso, facilitando a entrada de sangue no mesmo. Enquanto houver óxido nítrico no corpo cavernoso, pênis se manterá cheio de sangue, e portanto, ereto; quando os níveis de óxido nítrico caem, a ereção termina.

Nem toda disfunção erétil está relacionada a alguma doença orgânica; fatores psicológicos também podem ser os responsáveis. Estresses do dia a dia podem causar perda de concentração e queda na libido, interferindo na performance masculina. Problemas profissionais, financeiros ou matrimoniais são as causas mais comuns.

De acordo com estudo, realizado pelo Instituto de Medicina Tropical, em Antuérpia, Bélgica, houve uma redução do interesse sexual (em homens e mulheres) e um aumento nos problemas de ereção masculina” em cerca de metade dos pacientes infectados com HIV que estavam tomando inibidores de protease, em comparação àqueles que não estavam recebendo as drogas.

Homens viciados em pornografia são mais propensos a sofrer de disfunção erétil e são menos propensos a ficarem satisfeitos com relações sexuais, de acordo com os resultados do estudo apresentado na reunião anual da American Urological Association, em Boston.

A boa notícia é que a Disfunção Erétil tem tratamento médico eficaz com spray sublingual independente da idade na qual homem se encontre Basta realizar nossa Avaliação Médica Gratuita que um médico especialista em saúde masculina irá indicar tratamento ideal para seu caso.

A pornografia também pode estar criando expectativas irrealistas em homens jovens e inexperientes, causando frustrações quando sexo no mundo real não corresponde às fantasias assistidas, disse Dr. Joseph Alukal, diretor de saúde masculina na Universidade de Nova York.

Homens que não têm hábito de manter uma noite de sono saudável correm risco de desenvolver problemas cardiovasculares e diabetes, possuem mais chances de engordar e têm a potência sexual reduzida. É que afirma estudo realizado por pesquisadores da Unifesp e divulgado nesta quinta-feira na 25ª Reunião Anual da FeSBE (Federação de Sociedades de Biologia Experimental), em Águas de Lindóia, no estado de São Paulo. A equipe, liderada pelos pesquisadores Rogério Silva e Lia Bittencourt, analisou dados de 467 homens com idades entre 20 e 80 anos e constatou que 17% reclamava de impotência sexual, além de problemas com diabetes e ganho de peso. A causa mais provável, segundo a biomédica Monica Andersen, uma das pesquisadoras envolvidas no estudo e responsável pela apresentação dos resultados na FeSBE, é a falta de sono. E culpado seria próprio homem, que não consegue manter hábitos saudáveis.

Mesmo que paciente busque uma terapia de apoio, caso a origem seja psicológica, costuma-se indicar remédio via oral para ajudar a resolver a impotência. Mas macho man é bom conhecer os riscos de vício psicológico no medicamento, pois muitos homens sem a doença fazem uso deles apenas para melhorar desempenho sexual.

Os inibidores da PDE5 são atualmente a primeira escolha no tratamento da disfunção erétil e apresentam taxa de eficácia acima de 70%. Quando não há resposta ou quando paciente não pode tomar essas drogas, existem outras opções para tratamento da impotência; entre elas podemos citar a administração de drogas com injeção intra peniana ou intra uretral. Existem também alguns aparelhos que agem criando vácuo, favorecendo a circulação de sangue para pênis.

Hoje existe tratamento para qualquer tipo de disfunção erétil. Procure um urologista e adote hábitos de vida saudáveis. Estabeleça um bom relacionamento com médico e explique detalhadamente seu problema. Não tenha vergonha e confie na orientação médica.